O Museu
Museu Vale

O Museu Vale está instalado na Antiga Estação Ferroviária Pedro Nolasco, às margens da Baía de Vitória, em uma área tipicamente industrial e portuária no município de Vila Velha, ES. Inaugurado em 15 de outubro de 1998, o Museu Vale vem agindo de forma integral e continuada, mantendo um papel importante na formação de jovens e indutor de atividades culturais na região da Grande Vitória e demais municípios.

Gerido pela Fundação Vale, instituição que realiza ações, projetos e programas sociais nas regiões onde a Vale atua, a atuação do Museu Vale se faz sempre por meio do diálogo e interação permanentes com as comunidades, integrando os moradores nas atividades culturais e programas planejados. Imprimindo em sua gestão a visão de museu como espaço vivo, dinâmico, num trabalho sempre educador e abrangente, em que a cultura é considerada nas suas dimensões simbólica, social e econômica, o Museu Vale é reconhecido como um projeto de grande impacto e interesse social e uma das experiências culturais mais notáveis no Brasil.

Além de ser um espaço de preservação e difusão dos registros que contabilizam mais de cem anos de história da construção da Estrada de Ferro Vitória a Minas, o Museu Vale tornou-se um centro de excelência de mostras de arte contemporânea, através de um espaço dedicado a exposições de artistas consagrados e jovens talentos, além de promover o intercâmbio, reflexão sobre a arte e de sensibilização de novos públicos., Nesse contexto, o Museu Vale recebeu mais de 1,7 milhão de visitantes e sediou até o momento 46 importantes exposições de artistas nacionais e internacionais.

Por meio de seu Programa Educativo, que já beneficiou mais de 400.000 jovens da Grande Vitória e outros municípios, o Museu Vale realiza ações educativas patrimoniais e workshops criados por arte-educadores convidados e mais recentemente pela equipe do Programa Educativo e que são ministrados por estagiários de nível superior. Além disso, o Programa Aprendiz, projeto desenvolvido desde 2005, habilita jovens de comunidades carentes e em situação de risco social nas atividades relacionadas a montagem de mostras de arte contemporânea.
Esses jovens, entre 14 e 18 anos, recebem treinamento em ofícios voltados para à montagem de exposições, além de atuarem incisivamente durante o período de montagem das exposições de arte contemporânea, sempre com a supervisão de profissionais habilitados, aferindo a eles experiência profissional para o direcionamento dos mesmos para o mercado de trabalho, o que reitera o compromisso do museu na promoção da arte, a preservação da cultura e o acesso de crianças e jovens a esse contexto.


Memória

Em seu espaço, o Museu Vale abriga ainda o Centro de Memória da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), com cerca de 22.000 itens catalogados sobre a ferrovia por onde passa o único trem de passageiros diário do Brasil que percorre longas distâncias. Visitar o acervo (filmes, fotos e textos históricos sobre a linha férrea da Vale) é fazer uma verdadeira viagem no tempo.

Seu acervo de arte contemporânea (livros, catálogos, revistas e folders de artistas nacionais e internacionais) vem sendo organizado desde 2006, e está disponível para consulta de estudantes, pesquisadores acadêmicos e público interessado em geral.
Galeria de Imagens