Regina Chulam, Desenhos e Pinturas
27 de outubro de 2013 a 16 de fevereiro de 2014
Terça a Sexta-feira: 8h às 17h
Sábados e domingos: de 10h às 18h
Museu Vale recebe exposição inédita “Regina Chulam - Desenhos e Pinturas”

Exposição integra as comemorações dos 15 anos do Museu

No dia 26 de outubro, o Museu Vale, em Vila Velha (ES), inaugura a exposição individual, “Regina Chulam – Desenhos e Pinturas”, produzida pela Artviva Produção Cultural. Sob a curadoria de Ronaldo Barbosa, a mostra apresenta 50 trabalhos inéditos e integra a programação que comemora os 15 anos do Museu Vale.

A artista plástica capixaba Regina Chulam esteve radicada por 30 anos em Lisboa e, de volta ao Brasil, vive e produz sua arte em Aracê, interior do estado do Espírito Santo. Na mostra, a artista apresenta pinturas com tinta acrílica sobre tela, desenhos feitos com tinta da China sobre papel e aquarelas.

Entre pinturas, aquarelas e desenhos, a mostra conta com a publicação de um catálogo, com texto crítico de Adolfo Montejo Navas, que ressalta: “Há na pintura que se quer pintura uma revolução do olhar, das categorias preestabelecidas e simbólicas das cores, pois, como no caso de Regina Chulam, elas devem produzir uma cosmovisão; produzem então um mundo, que está atrelado a sua figuração mas também não está. A produção de significados da cor não compartilha o a priori cromático que o mundo de fora aparentemente apresenta. Talvez por isso, e em devida sintonia com a procura e construção de outro mundo, uma semântica cromática própria, a artista aponta o norte de sua linguagem: “O que procuro é o caminho da luz, a velocidade dela, as ondas que tornam as coisas visíveis”, declara a artista.

Regina Chulam nasceu em Vitória (ES) e mudou-se para Portugal na década de 1970, onde estudou na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa. Conta com uma longa trajetória artística e uma  carreira internacional.  A   obra  “Floriano Borchandt, 2008”, adquirida por Gilberto Chateaubriand, participou recentemente da mostra de novas aquisições do Museu de Arte Moderna (MAM), do Rio de Janeiro.

Hoje, aos 63 anos, cercada de ar puro e tranquilidade, a pintora vive em isolamento e em constante pesquisa de novas formas de expressão. A mostra inédita é fruto do seu trabalho criativo e determinado, que dá continuidade a um processo poético coerente, que preserva ao longo do tempo.

Além da mostra, o Museu também promove ações do Programa Educativo que serão realizadas no período da visitação da exposição, de 27 de outubro de 2013 a 16 de fevereiro de 2014 (confira abaixo serviço completo).

Principal ícone da arte contemporânea no Espírito Santo, o Museu Vale tem como objetivo preservar a história do universo ferroviário e promover exposições de arte contemporânea, realizando também oficinas de arte e workshops dirigidos aos alunos e professores da rede pública. Desde sua inauguração, em 15 de outubro de 1998, já recebeu quase 1,6 milhão de visitantes. O Museu é uma iniciativa da Fundação Vale, que por meio de parcerias com o poder público e a sociedade civil, busca contribuir para o desenvolvimento das comunidades onde a Vale atua.


Galeria de Imagens